Acerte o ritmo do seu coração durante o exercício

Obtenha um melhor desempenho durante os exercícios físicos, de acordo com o seu ritmo.

Frequência cardíaca é o número de vezes que o coração bate por minuto. Até aproximadamente os 35 anos o coração de uma pessoa sedentária costuma pulsar de 68 a 82 vezes por minuto (bpm). A partir desta idade, a tendência é que a frequência cardíaca seja maior, chegando até 90 bpm.

Mas, se você pratica uma atividade física aeróbica regularmente, seu coração é mais exigido, aumenta de tamanho e passa a bombear o sangue com muito mais facilidade. Assim, os batimentos tornam-se mais lentos e a frequência cardíaca mais baixa.

Quem pratica esporte pelo menos três vezes por semana apresenta de 55 a 65 bpm, enquanto o coração de atletas profissionais pode até mesmo bater quase metade disto.

Mas porque o coração começa a se desenvolver quando praticamos alguma atividade física? É que quando nos exercitamos, os músculos pedem mais oxigênio e o coração precisa trabalhar mais para mandar este "combustível" extra para eles.

Assim, quem se exercita sempre acaba "treinando" o coração (aumentando o seu rendimento). Mas tudo tem limite: mesmo os esportistas profissionais não podem exigir demais do coração, pois correm o risco de fazer este músculo tão importante entrar em processo de fibrilação (contração exagerada).

Isso, por sua vez, pode até levar a um ataque cardíaco. Então respeite seu limite, sua frequência cardíaca de treino ou sua zona alvo de treinamento. Esse valor é determinado por uma avaliação física com teste ergométrico.

Mas caso você queira ter uma ideia, dá para fazer um cálculo aproximado (não tão preciso) que leva em consideração apenas a idade. Pegue 220 e subtraia sua idade. Este valor é sua frequência cardíaca máxima, ou seja, o máximo que seu coração pode chegar.

No início não ultrapasse 60% do seu batimento máximo, podendo chegar até um limite de 85% do valor máximo. Nessa faixa de trabalho, que chamamos de intensidade do esforço, os ganhos de condicionamento são os maiores alcançados.

Abaixo dessa faixa os resultados serão mais lentos, e acima poderemos estar numa sobrecarga excessiva que pode levar a alguma lesão. Valores acima dessa faixa são usados apenas para melhoras em desempenho esportivo, ou seja, em um treinamento de alto nível.

Fonte: R7



Tags:
,
,
,